Produção inteligente: máquinas para a Geração Y

Produção inteligente: Máquinas para a geração Y

Estas não são as máquinas do tempo do seu pai.

Uma geração atrás, praticamente todas as decisões nas fábricas eram tomadas por funcionários e gerentes bem intencionados, mas com base em informações limitadas. Eles sempre ajustavam manualmente os equipamentos e os processos em um desafio constante de alcançar as cotas de produção. Toda a inteligência era humana. É surpreendente examinar a diferença alguns anos depois.

A produção inteligente — máquinas conectadas conversando entre si e com a empresa — está mudando fundamentalmente a maneira como os produtos são projetados, feitos, enviados e vendidos. A inteligência em uma empresa já é dividida entre humanos e máquinas — o que melhora drasticamente o desempenho:

  • Os equipamentos se ajustam para melhorar a disponibilidade, a qualidade, o uso de energia e a segurança.
  • As máquinas são sincronizadas entre si para manter o nível de volume da produção, mesmo durante atrasos ou tempos de execução mais rápidos do que o esperado.
  • Os executivos aproveitam percepções em tempo real que permitem uma tomada de decisões proativa para produção, atendimento ao cliente, gestão de ativos, segurança de operações, manutenção e logística.

As empresas que implantam a produção inteligente podem reinventar rapidamente os respectivos setores — e buscar novas participações no mercado. Os executivos nos fabricantes com uma atitude de "esperar para ver" em relação à produção inteligente e à Internet das Coisas (IoT) devem observar que já existem 4,9 bilhões de "coisas" conectadas em 2015 — um aumento de 30% em relação a 2014. E a projeção é de que esse total chegue a 25 bilhões em 2020.

Os líderes experientes já estão implementando rapidamente a produção inteligente — em produtos, instalações e cadeias de fornecimento. Eles estão gerando uma vantagem competitiva sustentável combinando automação, capital de giro de dados e análises de negócios de novas maneiras criativas.

Não fique para trás. Comece a planejar agora a própria revolução de produção inteligente:

  • Como a organização usará a produção inteligente para melhorar processos, produtos e atendimento ao cliente?
  • Quais dados habilitados para a IoT você pode usar agora para operar com mais lucro?
  • Quando irá registrar as percepções de operações das quais você precisará amanhã para acompanhar as demandas do cliente — de novos produtos, serviços, rastreamento e documentação?
  • Quem irá projetar e implementar seu modelo de produção inteligente — em tecnologia da informação e gestão de operações?
  • Aonde a produção inteligente pode levar a organização — novos produtos, novos mercados — e como você financiará a jornada?
  • Por que você ainda está esperando?

Saiba mais sobre The Connected Enterprise.

Beth Parkinson
Publicado 12 Outubro 2015 Por Beth Parkinson, Market Development Director, Connected Enterprise, Rockwell Automation

Contato

A Rockwell Automation e parceiros oferecem conhecimentos excepcionais para ajudar você a projetar, implementar e dar suporte ao investimento em automação.

Subscreva-se na nossa newsletter

Receba as últimas novidades sobre as tendências tecnológicas e soluções da Rockwell Automation.