Transforme o Industry 4.0 em realidade com integração total

Transforme a Industry 4.0 em realidade

Com a rápida evolução da Internet das Coisas (IoT), você presumiria que quase todas as empresas teriam um plano para conectar sistemas de automação e negócios.

E você estaria errado.

A IHS estima que o número de dispositivos conectados à Internet no setor de automação industrial aumentará mais de cinquenta vezes de 2012 a 2025 – a uma taxa composta de crescimento anual de 36,3%.

Porém, surpreendentemente, a Industry Week encontrou baixos níveis de integração entre Tecnologia da Informação (TI) e Tecnologia Operacional (TO). Apenas 14% dos executivos dizem que todos os dados do chão de fábrica estão integrados aos sistemas de negócios, cerca de um quarto tem pouco mais de metade de suas máquinas do chão de fábrica (não incluindo computadores) habilitadas para Internet e 30% relataram que nenhum de seus equipamentos está habilitado para Ethernet.

O futuro da automação industrial está totalmente ligado à ascensão da tecnologia do Protocolo de Internet (IP) e uma infraestrutura que possa acelerar a revolução da IoT.

Em todo o mundo, as empresas e os governos que pensam no futuro compreendem a necessidade de investimento. Na Alemanha, o governo federal está financiando a Industrie 4.0, também conhecida como “Industry 4.0,” para ajudar as indústrias a aproveitar a inteligência gerada pela IoT para otimizar processos, aumentar a eficiência e incentivar a inovação.

Nos Estados Unidos, a Smart Manufacturing Leadership Coalition tem se concentrado na implementação das melhores práticas da “21st Century Smart Manufacturing”. Entre os principais, estão: Aplicar uma arquitetura de referência que possibilite a colaboração e a integração perfeitas entre TI e TO.

Muito da tecnologia necessária para essa revolução já existe. Isso inclui redes habilitadas para protocolo de internet (Ethernet e Wi-Fi industriais), infraestrutura de informações (hardware e software) e dispositivos inteligentes conectados, como sensores, atuadores e chaves.

Mas para tirar o máximo proveito desses dispositivos conectados, outra onda de integração é necessária – as organizações precisam trazer seus equipamentos e sistemas para o mundo moderno baseado em informação.

Cinco etapas para o sucesso conectado
Um modelo de maturidade da Connected Enterprise de cinco etapas é um guia para implementar uma rede de TO/TI mais inteligente.

• Etapa 1: Avaliação: – Avaliar a infraestrutura de TO/TI existente em uma organização, incluindo controles, redes, soluções de informação e segurança, é fundamental. Uma avaliação completa ajuda a criar o “projeto” para a nova operação colaborativa, lançando as bases para tecnologias avançadas, como software de business intelligence ou recursos de computação em nuvem.

• Etapa 2: Redes e controles protegidos e atualizados – Um desafio para muitas organizações é o volume e a variedade absolutos dos controles e redes desatualizados no local. Nessa etapa, a organização constrói uma estrutura de TO/TI que pode fornecer conectividade segura e adaptável que vai das operações do chão de fábrica até os sistemas de negócios corporativos. O planejamento começa e equipes multifuncionais avaliam novas opções de tecnologia e estabelecem roteiros de atualização.

• Etapa 3: Capital de dados de trabalho (WDC) definido e organizado – A equipe agora começa a definir e organizar todos os dados disponíveis necessários para melhorar os processos de negócios. Uma operação de TO/TI eficaz incorpora dados de dispositivos de IoT (Internet das coisas) em toda a empresa para fornecer informações fundamentais de desempenho que podem ser usadas para tomada de decisões críticas em tempo real.

• Etapa 4: Análises – O foco muda para o aperfeiçoamento contínuo e como melhor alavancar os recém-descobertos recursos de TO/TI. As análises que são feitas usando o WDC ajudam a identificar as maiores necessidades de informações em tempo real. Nessa etapa, os “dados” se transformam em “informações” que são reveladoras e úteis.

• Etapa 5: Colaboração – Criar um ambiente que antecipe as atividades em toda a empresa através da cadeia de fornecimento e demanda, habilitando a capacidade de resposta a eventos externos, atividades de fornecedores e clientes, tendências de negócios e mudanças nas condições do mercado. As organizações também são capazes de potencializar especialistas de domínio localizados centralmente em suas operações, compartilhando melhores práticas e envolvendo a base de conhecimento de toda uma cadeia de fornecimento.

Sua empresa está pronta para conectar pessoas, processos e tecnologias? Analise o modelo.

Mike Hannah
Publicado 24 Outubro 2014 Por Mike Hannah, Product Business Manager for Networks, Rockwell Automation
  • Contato:

Contato

A Rockwell Automation e parceiros oferecem conhecimentos excepcionais para ajudar você a projetar, implementar e dar suporte ao investimento em automação.

Subscreva-se na nossa newsletter

Receba as últimas novidades sobre as tendências tecnológicas e soluções da Rockwell Automation.