Conectividade e digitalização transformam a mina

Conectividade e digitalização transformam a mina

Recentemente, fui convidado para discursar na Future Mining Summit 2017, evento organizado pelo Global Mining Standards and Guidelines Group. A conferência de dois dias aconteceu no começo de dezembro de 2017. O local do evento foi inusitado: a mina de testes da Epiroc, localizada em Estocolmo, Suécia, 20 metros abaixo do solo.

Além da minha apresentação, o evento contou com empresas de mineração, fornecedores de equipamentos e líderes de tecnologia do mundo todo. Os palestrantes compartilharam tendências importantes que eles têm observado no setor de mineração, assim como oportunidades de crescimento e melhoria, tais como:

  • Os desafios operacionais surgem à medida que as minas ficam mais profundas
    A utilização de máquinas em profundidade é relativamente baixa, em torno de 50 a 60%, comparado a 80% em uma mina a céu aberto. É necessário rastrear mais e otimizar o uso de máquinas abaixo do solo.
  • Há muitas “nuvens”
    Com cada fornecedor de automação e fabricante de máquinas oferecendo um local  separado de dados na nuvem, fica difícil para as empresas de mineração agregar dados nos sistemas e identificar tendências. As empresas de mineração estão interessadas em sistemas abertos para que elas possam ter e aproveitar melhor todos os seus dados.
  • Todos estão falando sobre Block Chain
    O Block Chain não é usado na mineração hoje em dia, mas existem aplicações para melhorar a rastreabilidade, a manutenção de registros e a segurança das transações em toda a cadeia de suprimentos.
  • Mineração livre de fósseis
    Equipamentos operados por bateria estão se tornando cada vez mais populares à medida que as empresas de mineração tentam minimizar sua pegada ambiental.
  • A mina segura conectada (PDF)
    As empresas de mineração estão buscando estratégias para implementar uma maior mobilidade e o uso de redes sem fio em suas minas para aumentar a segurança do trabalhador e otimizar a produção.

Eu também tive a oportunidade de compartilhar minhas ideias sobre o futuro da mineração, com base nas amplas tendências de mercado que observei e nas conversas que tive com nossos clientes.

Insight nº 1: As empresas de mineração não precisam coletar mais dados, elas precisam coletar os dados corretos
Ao executar um processo manual, há muitas variáveis e correlações significativas de dados, a maioria das quais já conhecemos. E também sabemos que existem alguns dados que nunca serão conectados ou correlacionados. Para evitar o acúmulo de grandes quantidades de dados desnecessários, as empresas de mineração começarão a procurar maneiras de pré-analisar os dados antes de enviá-los para a nuvem, de modo que apenas as informações relevantes sejam movidas.

Como os fabricantes de máquinas acrescentam cada vez mais inteligência em seus equipamentos, as empresas de mineração serão cada vez mais capazes de realizar essa pré-análise. Uma das empresas fabricantes de máquinas com a qual trabalhamos no setor de mineração, a Metso, já está seguindo esse caminho com suas máquinas de britagem: eles estão transferindo apenas dados importantes para a nuvem para permitir a comparação com outros equipamentos de britagem. Dessa forma, as empresas de mineração podem encontrar oportunidades de otimização com base em medições de desempenho de várias minas, além de não perder tempo com vários dados inúteis.

Insight nº 2: No futuro, os dados analíticos serão distribuídos e irão potencializar a computação escalável
As análises podem ocorrer na nuvem, na camada do servidor ou diretamente no dispositivo. No futuro, as empresas de mineração buscarão métodos estratégicos para fazer análises “do tamanho adequado” para solucionar seus problemas.

Insight nº 3: A segurança e a proteção estão convergindo
À medida que as ameaças virtuais aumentam em gravidade e frequência, a segurança física e dos dados se unem para alcançar um único objetivo.

Eu observei essa tendência em todos os setores. As empresas devem começar a esboçar processos internos com essa tendência em mente, ou seja: colocar o mesmo nível de importância da segurança física da mina na segurança virtual.

Este tópico gerou muita conversa durante o evento, e o GMSG levantou um ponto de ação para criar um grupo de trabalho para ajudar as minas a planejar melhor a convergência de proteção e segurança.

Mudanças na forma como pensamos sobre a coleta e a análise de dados terão um grande impacto no setor de mineração. E, à medida que cada vez mais informações são transferidas entre os dispositivos e para a nuvem, uma necessidade imediata de maior segurança de dados mudará a maneira como pensamos sobre a segurança dos funcionários e da empresa.

Eu já comecei a ver alguns de nossos clientes se adaptando a essas tendências. Como as tendências compartilhadas na reunião da GMSG coincidem com o que você está vendo no setor? Você está tomando medidas para abordar algum dos desafios que discutimos no evento? Mande notícias por e-mail ou pelo LinkedIn.

E, claro, se você quiser mais informações sobre as soluções que fornecemos para empresas de mineração, acesse a nossa página de Automação para o Setor de Mineração.

 

 

Sujeet Chand
Publicado 9 Maio 2018 Por Sujeet Chand, Senior Vice President of Strategic Development and Chief Technology Officer, Rockwell Automation

Contato

A Rockwell Automation e parceiros oferecem conhecimentos excepcionais para ajudar você a projetar, implementar e dar suporte ao investimento em automação.

Subscreva-se na nossa newsletter

Receba as últimas novidades sobre as tendências tecnológicas e soluções da Rockwell Automation.