Eficiência da cervejaria com análise de processo | Blog

Eficiência da cervejaria com análise de processo | Blog

Vimos grandes avanços em tecnologia para o fabrico de cerveja e no uso de automação nos últimos 20 anos. Esse foco na eficiência da cervejaria ajudou a aumentar o rendimento da matéria prima, economizar em tempos de ciclo de lote e melhorar a qualidade das cervejarias de todos os portes.

Há uma grande possibilidade de você estar operando uma cervejaria automatizada moderna  que produz o que foi programado de forma confiável. Mas isso é o suficiente? Isso permite implantar melhoria contínua ou mostra como melhorar?

Sua próxima etapa na eficiência da cervejaria

Uma vez implantado um sistema de automação sólido e comprovado, a próxima etapa na eficiência no fabrico de cerveja é poder aproveitar todas as possibilidades da análise de processo.

Por exemplo, o seu sistema atual oferece painéis e relatórios de histórico para facilitar a comparação de lotes? Ele deveria. Ganhar visibilidade nos pontos de dados em sua cervejaria permite o monitoramento do processo atual e passado e seu consequente aperfeiçoamento. Permite também que os operadores deixem de lado a prancheta e se tornem menos dependentes de cálculos manuais que atrasam o andamento.

A coleta e análise de dados em toda a sua operação não precisa ser uma tarefa difícil, é só uma questão de ter uma cervejaria inteligente. Comece a analisar seu processo hoje mesmo, identifique os principais gargalos e trate primeiro deles. É sempre possível expandir a partir desse ponto após ter êxito.

On the left of this chart you see the free rise of heat after yeast is introduced. Temperature is maintained between the high and low setpoint for the duration of fermentation and curves downward when cooling is introduced, slowing down the yeast. If your fermentation profiles are not consistent from brew to brew, analytics can help identify areas for improvement. (Click image to enlarge).

Uma olhada de perto no processo de fermentação

Uma área que representa uma oportunidade para melhorar a eficiência do lote é o processo de fermentação. E quanto melhor você compreender e controlar variáveis como tempo, temperatura, peletização e capacidade de resfriamento, melhor será o processo de fermentação.

O seu perfil geral de fermentação já é conhecido para uma determinada receita, como uma cerveja preparada a 65°F por 10 dias. Essas variáveis são afetadas pelos valores predefinidos para controle de temperatura, tempo de resfriamento, volume de preenchimento e tempo primário de fermentação que seguem uma receita que deu certo antes, então você continua a usá-la.

Mas e se for possível atingir essas metas em menos tempo? A análise preditiva pode revelar eficiências ocultas facilmente obtidas para qualquer operação.

Talvez sua receita peça que o lote permaneça na fermentação por 10 dias a fim de atingir o Plato desejado. Contudo, isso pode ser obtido em 8 dias, mantendo o mesmo teor alcoólico e o perfil de sabor. O monitoramento manual pode não identificar esta tendência com precisão, mas uma observação analítica dos dados de tendência podem alertá-lo para fazer essa mudança de 2 dias na receita, o que por sua vez tem um efeito dominó sobre a capacidade e a eficiência geral da cervejaria.

Video: FactoryTalk Brew and FactoryTalk Craft Brew Demo. Learn about our flexible, scalable brewing solutions for all sized breweries.

Fabrico de cerveja sustentável

Há muitas outras oportunidades, da maceração aos tanques de acabamento, de realizar melhorias no processo baseadas em dados e eliminar desperdício da produção de cerveja. Os pontos mais óbvios para iniciar a análise são a fermentação e a produção do mosto. Contudo, vimos cervejarias se beneficiarem da análise de pontos periféricos também, como utilidades.

Algumas delas são mais maduras e buscam uma oportunidade inovadora de melhorar a eficiência da cervejaria. Outras tendências em uso são os esforços de sustentabilidade no fabrico de cerveja e o desejo de ser um bom cidadão corporativo ao operar um processo que exige muita água e calor intenso.

Uma análise mais profunda dessas áreas pode ter um grande impacto. Pense nisso. Você sabe quanta água e calor são usados em seu processo CIP (clean in place)? Ao analisar os dados de tempo, temperatura e vazão, é possível reduzir o tempo e a temperatura de enxague e esterilização e reduzir significativamente o uso de água e de calor sem afetar a qualidade.

Video: Sleeman Brewing increased production capacity by 50% in 2 weeks. Watch this video for a behind the scenes look at their operations.

Conclusão

A indústria está descobrindo o que a análise de processo pode fazer. Mas a visão de uma melhor eficiência da cervejaria é real. Observe apenas o efeito dominó que uma economia tão pequena quanto cinco minutos em qualquer etapa no processo pode ter lote após lote, produção após produção por todo o ano.

Como esse é um território inexplorado para muitas cervejarias, é importante trabalhar com o parceiro certo. Considere aqueles que oferecem soluções em pacote de sensores à análise adicional de nível de software. E, certamente, conhecimento profundo no fabrico de cerveja e outras indústrias de processo intensivo.

Há sempre novas áreas na cervejaria automatizada atual para revisarmos e analisarmos. Mas queremos saber a sua opinião! Conte-nos quais são seus maiores desafios para que possamos nos concentrar nas soluções mais relevantes à sua operação.

Greg Hood
Publicado 6 Agosto 2019 Por Greg Hood, Brewing Solutions & Applications Business Development Manager, Rockwell Automation
  • Contato:

Contato

A Rockwell Automation e parceiros oferecem conhecimentos excepcionais para ajudar você a projetar, implementar e dar suporte ao investimento em automação.

Subscreva-se na nossa newsletter

Receba as últimas novidades sobre as tendências tecnológicas e soluções da Rockwell Automation.