Quando habilitar a tecnologia IO-Link em sua fábrica

Quando habilitar a tecnologia IO-Link em sua fábrica

Sensores inteligentes – ao contrário dos sensores padrão, comunicam dados que ajudam as máquinas a operarem de forma mais eficaz.

Estes sensores inteligentes permitem aos fabricantes que identifiquem dados contextuais e de diagnóstico e os aumentem na empresa fabricante.

Enquanto os sensores inteligentes oferecem as principais percepções em uma operação de produção, não é necessário que todos os sensores de uma fábrica sejam inteligentes.

Conforme discutido nos blogs anteriores, os sensores que podem facilmente ficar sujos ou precisar que seus parâmetros sejam trocados em uma base regular, estes são candidatos à capacidades inteligentes de identificação. Outro caso onde o sensoriamento inteligente pode ser ideal são as situações em que o sensor poderá sofrer dano.

Avalie os seus danos:

Alguns sensores são suscetíveis a danos devido ao contato com o objeto a ser identificado. Isso é muito comum em aplicações de sensor de proximidade indutiva onde o sensor e o alvo devem estar muito próximos.

De fato, a colisão do sensor com o alvo é a causa mais comum de falha no sensor. O desgaste normal da máquina faz com que o alvo fique muito próximo do sensor, provocando danos à face do sensor.

Os sensores inteligentes atuais podem alertar os usuários quando um alvo está se aproximando do sensor de tal forma que os ajustes possam ser feitos antes que ocorra o dano.

Além disso, a funcionalidade timestamp do IP67 IO-Link master irá identificar os eventos do sensor e adicionar horário e data ao evento. Isto permite que o operador da máquina seja notificado ANTES que o dispositivo falhe.

A manutenção pode ser feita durante o ciclo normal de manutenção para assegurar que a máquina esteja em operação por um período máximo de tempo.

Todos os eventos/dispositivos  mantidos e transições de entrada serão registrados com data/hora do IO-Link master.

Verifique a temperatura de sua fábrica:

Nossos sensores inteligentes também enviam leituras da temperatura interna de volta ao controlador. Isto pode ser útil se sua máquina experimenta alterações climáticas extremas.

Por exemplo, observe uma máquina em uma operação alimentar envolvendo um congelador.

Do lado externo da máquina há uma engrenagem com um sensor de proximidade para monitorar a engrenagem/transportador e verificar se está se movendo em uma taxa constante.

Ocasionalmente o sensor congela e/ou o suporte de montagem congela, causando a dobra do suporte e dano da cabeçote do sensor.

Isto demanda não somente manutenção e a troca do sensor, como também significa enviar o pessoal de segurança da qualidade para confirmar se o produto ainda atende/excede os padrões.

Tal instância demanda recursos adicionais e causa atraso no embarque do produto.

Ao monitorar a temperatura interna do sensor, eles podem prever e, assim sendo, prevenir a perda dos dados, pelo que a QA não precisa mais testar o produto.

Compreender o custo das configurações de sensores durante o tempo de inatividade relacionado aos danos do sensor é fator que determina se os sensores inteligentes irão beneficiar sua fábrica.

Se você ainda está inseguro se os sensores inteligentes são adequados para você, verifique nossos blogs anteriores sobre sensores inteligentes e IOT e como saber se suas fábricas estão preparadas para sensores inteligentes.

Também pode ver este webinar para obter mais informações.

Kevin Zomchek
Publicado 1 Novembro 2018 Por Kevin Zomchek, Business Manager, Rockwell Automation
  • Contato:

Blog

Queremos mantê-lo atualizado com o que está acontecendo na sua indústria para ajudá-lo a estar na frente no futuro. O Blog da Rockwell Automation é uma plataforma para os nossos colaboradores e blogueiros convidados para compartilhar tecnologias e temas relacionados com a indústria.