Distorção harmônica: Impacto e tomando atitude

Distorção harmônica: Impacto e tomando atitude

Sejamos honestos: Se você está pensando sobre controle de motores, provavelmente está concentrado na produção de seu dispositivo de controle. Você está preocupado com a velocidade, torque e posição.

A menos, é claro, que problemas com a entrada tenham causado sérios danos ao equipamento, custos adicionais ou produtividade perdida. Então, seu foco pode se voltar para a distorção harmônica.

A distorção harmônica da alimentação é essencialmente poluição elétrica. Essa distorção é causada por cargas que puxam correntes que não são necessariamente senoidais. Ela pode então ter impacto sobre tudo que compartilha a fonte de energia:

  • Motores que recebem energia diretamente da linha funcionarão a temperaturas mais altas.
  • Condutores associados serão afetados, levando a custos elevados de conserto e substituição.
  • Os disjuntores podem disparar de modo errático.
  • As comunicações podem ser interrompidas, afetando as operações de equipamentos de controle sensíveis. A distorção pode causar falhas lógicas erráticas em equipamentos como CNCs, CLPs, UPSs e computadores. Pode até mesmo fazer relógios funcionarem mais rapidamente.

E, é claro, todos esses problemas podem levar a um tempo parado não planejado e produtividade reduzida.

Abordando a distorção harmônica

Quão preocupado você deve ficar com a distorção harmônica? Ela é relevante para instalações em diversas indústrias, mas há dois fatores a considerar.

Primeiro, olhe para o tamanho e a impedância da fonte de energia relativa ao inversor. Um inversor pequeno em uma fonte de energia grande não representa um problema. Por outro lado, quando a fonte é menor em relação ao inversor ou o sistema de inversores é relativamente grande, a distorção cria um problema mais grave.

Segundo, pense sobre seus vizinhos e o ambiente. Quem compartilha a grade elétrica com sua instalação? É comum que instalações municipais, como instalações de água e de tratamento de água, compartilhem a grade com áreas residenciais ou comerciais. As questões harmônicas são mais graves para esses tipos de instalações do que para fábricas em parques industriais. Elas podem aumentar os custos da energia e causar problemas para seus vizinhos.

Várias soluções de inversores estão disponíveis para reduzir a distorção harmônica. Com base na minha experiência como engenheiro, tenho dois critérios-chave para selecionar o melhor inversor:

  1. Procure por um inversor de baixa harmônica: Ele já está equipado para eliminar ou reduzir a distorção harmônica que cria. Inversores de baixa harmônica são compactos, contam com os componentes necessários para diminuir a harmônica e estão prontos para se conectar, sem necessidade de trabalho adicional. Uma solução clássica de filtro, por outro lado, é um dispositivo externo que frequentemente exige envios, instalação, fiação e manutenção separados.
  2. Escolha um inversor que atenda aos padrões globais. Para distorção harmônica, o padrão mais comumente aceito é IEEE-519.

Esta é uma visão de alto nível sobre a distorção harmônica e seus impactos – o início do que pode exigir uma conversa mais aprofundada para algumas organizações. Para saber mais sobre soluções de inversores disponíveis para abordar a distorção harmônica, visite esta página.

Johannes Hempel
Postagem December 15, 2017 Por Johannes Hempel, Senior Commercial Engineer, Rockwell Automation
  • Contato :

Blog

Queremos mantê-lo atualizado com o que está acontecendo na sua indústria para ajudá-lo a estar na frente no futuro. O Blog da Rockwell Automation é uma plataforma para os nossos colaboradores e blogueiros convidados para compartilhar tecnologias e temas relacionados com a indústria.